Doença de Peyronie tem tratamento

A doença de Peyronie NÃO é uma doença rara e ocorre mais frequentemente entre os 40 e 60 anos, porém, pode atingir jovens de até 15 anos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, essa enfermidade incide de 0,5% a 20,3% dos homens, dependendo da população estudada. Por exemplo, em pacientes diabéticos e com disfunção erétil, o índice chega a 20%, enquanto em pacientes que passaram por prostatectomia (cirurgia de próstata) a incidência bate a casa dos 16%.

Neste e-book vamos discutir tudo sobre a doença de Peyronie com informações superatualizadas e numa linguagem acessível para público não médico. Acredito na democratização da informação e nos benefícios que isto traz para todos que buscam mais conhecimento, a fim de tratar essa enfermidade que poderá levar a um grande prejuízo na vida sexual do homem, provocando problemas diversos. A boa notícia é que tem tratamento!



Preencha o formulário para receber o Guia gratuitamente no email fornecido.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

DR. MARCO TÚLIO CAVALCANTI

CRM: 136.030 | RQE: 56669

 

Médico Urologista e Andrologista.

 

  • Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco;
  • Residência Médica em Cirurgia Geral na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo;
  • Residência Médica em Urologia na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo;
  • Membro da Sociedade Brasileira de Urologia;
  • Membro da Sociedade Internacional de Medicina Sexual.
  • Membro da AUA ( American Urological Association).

Participação internacional em implantes de prótese peniana inflável:

  • Coral Gabes Hospital com Paul Perito MD - Miami - Flórida us;
  • Monterey Park Hospital AHMC com J. Antonio Alarcon - Los Angeles - Califórnia us.

® Todos os direitos reservados.